Destino uma pinóia

eu lembro quando minha psicóloga perguntava para mim: “Gaby, por que você gosta do seu namorado?”. eu dizia sempre algo tipo “porque ele gostou de mim como eu realmente sou…” e ela total me interrompia bem firme: “não. resposta idealizada, Gaby. por que você gosta do seu namorado?”. eu dizia mais alguma coisa cretina, tipo “porque ele é diferente dos outros” e ela só faltava peidar com a boca.

sinceramente, eu não fazia idéia do porquê. é como se eu tivesse que ter uma resposta simplesmente sensacional para explicar o motivo de eu estar apaixonada por alguém.

quer dizer, você diz “sim” para alguém, abre a vida para ele entrar, aceita abrir mão de um bando de coisas (como passar 100% do tempo com as amigas falando groselha), e voluntariamente concorda em dividir e ceder e a pensar menos em si e a ir a jantares da empresa que não é a sua e a ter uma sogra e cunhados e aí vem alguém e te pergunta por que você está fazendo aquilo e você… não sabe. pelo menos não ao ponto de organizar em sentenças completas.

por quê?

por que eu gosto dele?

na verdade, na verdade, no começo você não sabe mesmo. porque a grande realidade é que você não conhece a pessoa direito. essa informação é meio difícil de digerir porque não conhecer direito a pessoa que se escolheu para namorar é meio desconfortável. como se você não tivesse razões o suficiente para justificar a decisão que tomou, o que a tornaria duvidosa.

tipo o médico que escolhe não contar para mãe que o filho recém nascido dela tem muitas cólicas e chora muito porque na verdade os órgãos internos dele não estão exatamente prontos. as coisas estão meio que se colando ainda e isso faz com que ele sinta dores. assim são muitas pessoas, fingindo o tempo todo que estão com quem estão porque foram feitos um para o outro. quando na verdade, a coisa toda está mais para um risco que se corre do que a groselha toda sobre destino.

amar envolve bem menos suspiros do que eu imaginei. ainda que a pessoa seja a escolhida para você.

aliás, os motivos que te fazem se apaixonar não são os motivos que te fazem continuar com alguém. o que só piora o desconforto existencial.

hoje eu já sei porque eu gosto.

bom, é o mínimo para quem pensa em casar, né.

a minha resposta hoje é mais racional e menos purpurinada.

minha psicóloga ficaria orgulhosa.

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Destino uma pinóia

  1. Laís Vilela disse:

    Ainnnn conhcei seu blog hoje e amei a idéia!(sacrifício!rs)
    Queria tannnnnnto a Lady Dragon para o BIG DAY!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Estarei sempre por aqui!
    PS:Em breve NoIvidade no blog!
    Beijocas♥

  2. Nattana Kawamoto disse:

    Me identifiquei com a maioria das palavras muito bem posicionadas deste blog :)
    Desde que comecei a namorar me achava uma pessoa estranha, por sempre procurar as causas ‘existenciais’ antes dos caracóis cor-de-rosa, toda aquela melação nunca me foi necessária. Eu sempre quis alguém do meu lado, alguém pra ser concreto e não coração rosa choque, alguém pra aguentar as turbulências comigo, saber dar a volta nos obstáculos e sempre lutar pra construir coisas maiores juntos. Eu achei essa pessoa, também sou noiva, mas a poucos meses, e não tenho dúvida nenhuma de que realmente o amo, mas foi muito bom acha alguém, uma mulher que também liga menos pra nhem-nhem-nhens de bouquet e vestido branco, e mais para as verdadeiras bases de uma relação. Parabéns, pela causa, pelo blog, pelos textos e claro pelo noivado e casamento (que tá chegando :D).

  3. Nattana Kawamoto disse:

    *achar

  4. Tá. Mas qual é a respostaaaaaa????

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s