um frescor no meu raciocínio

tá, eu não quero ser dessas desmioladas, que assistem filmes românticos como se fosse homem vendo pornô. dessas que não enxergam as coisas e acham que os problemas todos se desdobram fora de si. que é uma vítima do mau-humor dos outros ou da falta de compreensão de alguns homens.

não, eu não sou dessas.

eu quero ser uma daquelas abertas às quebras de paradigma. daquelas que arriscam uma crase, que se desapegam de toda comida gostosa, que acham o silêncio muitas vezes melhor do que música, que, através da renovação da mente, não se amoldam ao padrão deste sistema. eu quero gostar de descobrir que homem não pensa só em sexo. que mulher nem sempre tem uma tendência a ser bruxa. que a gente não precisa viver em função da mãe.

eu quero descobrir que Jesus me mantém centrada neste mundo esquizofrênico. e que há salvação pra mim.

eu não sou dessas de mente cauterizada.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s