odeio-me vez ou outra

que vergonha descobrir-se, em meio às casualidades, indisposta a morrer pelas causas nobres. em impasses idiotas da vida, fraca. em pequenos conflitos velados, anti-ética. que deprimente não ser verdadeira e, quando sou, sinto-me péssima porque normalmente sou reprovada. triste preferir os sorrisos de aceitação. a gargalhada que diz “você faz parte do grupo”. por isso digo o que querem ouvir.

que tristeza mortal desafinar em público.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s